Ir para o topo
Página inicial / Linux / A importância do Nautilus no Linux

A importância do Nautilus no Linux

Sem adsense no momento, só amor.

Hoje vou te passar um pouco da minha experiência com o Nautilus. Pode ter certeza que ele vai te ajudar em muitos momentos. Este é o motivo de trazer este post “A importância do Nautilus no Linux”.

Permissão no htdocs do Lampp / Xampp (Exemplo)

Se você ainda não conhece o Nautilus, abra o terminal pelo atalho: Ctrl + Alt + T

Se for um usuário do Linux Mint, digite o comando abaixo:

Terminal
$
sudo apt install nautilus
Triplo clique no código para selecionar tudo.

Usuários do Ubuntu não precisam instalar o nautilus pois ele já vem instalado por padrão no Ubuntu. Siga do passo 2 em diante.

Após a instalação. Abra o Nautilus com o seguinte comando no terminal:

Terminal
$
sudo nautilus
Triplo clique no código para selecionar tudo.

Siga este caminho no Linux Mint:
Sistemas de arquivo root / opt / lampp

Siga este caminho no Ubuntu 18.04 LTS:
Outros locais / Computador / opt / lampp

Siga este caminho no Ubuntu 16.04 LTS:
Computador / opt / lampp

A importância do Nautilus no Linux, passo 3

Clique com o botão direito do mouse sobre qualquer pasta e vamos na opção: Propriedades.

Agora vamos na aba: Permissões.

A importância do Nautilus no Linux, passo 5

Note que pelo Nautilus, você tem a opção de escolher o Proprietário e os tipos de Acesso. Escolhendo o seu usuário como: Proprietário e mudando o Acesso para: Criar e excluir arquivos, você poderá: copiar, colar, criar pastas e arquivos. Ou seja, você terá controle total sobre à pasta, arquivo ou atalho.

Todas as Permissões podem ser concedidas para o seu usuário e não mais para o root.

A importância do Nautilus no Linux, passo 6

Use com sabedoria o Nautilus, pois dar permissões demais em todas às pastas, arquivos e atalhos pode ser perigoso para à segurança do seu Linux. Faça esse procedimento apenas em arquivos ou pastas que realmente vai precisar mexer.

Permissões em qualquer pasta, arquivo ou atalho do Linux

Você pode repetir todo o procedimento que te mostrei no exemplo acima com o Nautilus, em qualquer arquivo, pasta ou atalho do Linux.

Você também pode bloquear o acesso de um arquivo, pasta ou atalho. É só mudar o Proprietário e os tipos de Acesso para o root.

Essa é a importância do Nautilus no Linux. Ele facilita muito o trabalho com pastas e arquivos de super usuário.

Sem adsense no momento, só amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *